26 de dez de 2010

O Banco da Vida!

Ando tão sem tempo para imaginar, que até quando me pego parado, pensando em absolutamente nada, me pergunto:"-Porque não saio voando por aí a fora?". E isso acaba respingando no blog, tão querido!! Mas, hoje assistindo o programa do Faustão..sim, isso mesmo que vocês acabaram de ler..a programação da tv aberta é tão boa, tão excitante que o auge, o ultimo toque no "ponto G" é assistir Domingão do Faustão..Mas, voltando...assistindo o programa do mala, vi um dos poucos ótimos comediantes dessa nova geração pós-Chico Anísio falar um texto inexplicavelmente perfeito! O comediante, Nelson Freitas.. Eu não sei dizer se o texto pertence a ele ou se é de um autor (des)conhecido. Procurei na internet a autoria e não achei nem mesmo o texto..Mas, tive que postar no blog porque fala de uma coisa tão sincera.. Tive o trabalho de ouvir cada frase e parar o video para escrever no bloco de notas..(formatei meu computador semana passada...e a preguiça de instalar o Office..)

Sem mais palavras..vamos ao texto:

O banco da Vida!


Imagine você..Imagine se você tivesse depositado na sua conta de banco todos os dias 86.400 reais, que você deveria gastar ao longo do dia, porque no final do dia sua conta
seria zerada, e no dia seguinte mais 86.400 reias seriam depositados. Todos nós somos clientes desse banco, e esse banco chama-se TEMPO!
Deus nos dá 86.400 segundos para serem vividos da melhor maneira possível...Amando, aprendendo, ensinando, caindo, levantando...VIVENDO. E pra saber o valor de um ano, você pergunta a um garoto que repetiu de ano. Pra saber o valor de um mês, você pergunta a uma mulher que teve um filho prematuro. De uma semana, a um editor de um jornal semanal. De um dia, as pessoas tem tarefas árduas para serem feitas nesse dia. Pra saber o valor de uma hora, pergunte aos amantes que não veem a hora de se encontrar. pra saber o valor de um minuto, a quem perdeu um avião. De um segundo, a quem conseguiu evitar um acidente de trânsito. Pra saber o valor de um milésimo de segundo, pergunte a um atleta que ganhou a medalha de prata nas olimpíadas.
Por isso não desperdice o seu tempo, ele é o seu bem mais precioso. E é com ele que 
você vai compartir com as pessoas que você mais ama: Seus filhos, suas esposas, 
seus maridos, suas mulheres, seus avós...E a gente só se dá conta quando a gente perde.. "Poxa, eu tinha tanto beijo pra dar..eu tinha tanto abraço"..a gente tem que viver o agora.. Não adianta a gente pensar que lá no futuro, que lá no Jardim do Eden tem duzentas bundas, que tem trezentas virgens pra ele pegar quando ele morrer...É o agora...


O ontem é uma história, o amanhã é um mistério..e o hoje..é uma DÁDIVA!


(Nelson Freitas ou autor (des)conhecido)


================ xxxxxxxxxxxxx =========================


Bom, eu fiquei sem palavras ao final do texto e fiquei mentalizando que esse texto seria o texto perfeito para o meu blog que andava tão murcho. Não sei dizer se esse é o ultimo texto do ano, mas gostaria muito de fechar com chave de ouro esse ano de 2010 com um texto maneiro. Esse é muito mais que demais..se eu tiver uma idéia muito boa e conseguir escrever algo que me satisfaça, vou escrever; caso contrário, esse texto vai acompanhado dos meus sinceros votos de feliz 2011 para todos os meus leitores!!!


Obs.: Quem quiser ver o Nelson Freitas declamando esse texto, clique aqui.


Grande abraço!!!