17 de mar de 2010

Direitos humanos para humanos direitos!

Assutador, não?

Pois é bom que tenham medo mesmo...Porque com a intervenção dos Direitos Humanos, é bem provável que essa figura assustadora, capaz de cometer um clime brutal e confessar com certo ar de ironia, esteja solto daqui a alguns anos! Não que eu ache que os Direitos Humanos atrapalhe, muito pelo contrário. Mas, eu acho que assim como qualquer coisa nesse mundo, há brechas e erros que acabam nos fazendo questionar sobre seu poder de ação.

A minha opinião é que os Direitos Humanos deveria andar lado a lado com os humanos direitos. Mas, ai vem a pergunta: "- Essa pessoa, com um tratamento psicológico, pode se tornar um humano direito?"
Na boa, NÃO!!! Ele merece todo acompanhamento médico se ficar provado que ele tem algum tipo de disturbio mental ou sofre com problemas químicos, mas, PRESO e BEM LONGE de quem não tem nada a ver com isso.

Há pouco tempo, fiquei sabendo que o assassino do menino João Hélio estava solto e cumprindo um tipo de programa para voltar a frequentar a sociedade numa boa (ou algo parecido, quem souber o certo, deixa nos comentários que eu arrumo). Sinceramente, esse é outro que não poderia nunca mais colocar os pés para fora da cadeia.

Aceito críticas de quem achar meu post muito individualista ou qualque coisa do tipo..Estou aqui para conversar e debater..nunca BRIGAR..



Abraços!!

15 de mar de 2010

Decepção

A decepção só ataca quem cria expectativas, quase certezas ou muita alto confiança!
Hoje, não por prepotência nem arrogância, eu sofri uma decepção..
Pode parecer pouco pra todos que estão de fora..mas, pra mim, foi muito ruim.

Eu não consegui esconder minha tristeza para a minha namorada. E talvez, eu tenha feito
certo em não esconder..Apesar de eu não ter conseguido em palavras, dizer que meu peito
estava cheio..e que eu queria muito desabafar..mas, como se as palavras não saiam?? E mesmo
assim ela me deu um apoio importante..suficiente para eu chegar em casa...

(OBRIGADO AMOR)

E quando eu cheguei em casa, eu expliquei minha expressão facial a minha mãe..que logo começou
a me dar apoio moral, aquele apoio que cabe certinho no peito..para tranquilizar...

(OBRIGADO MÃE)

Mas, ainda faltava uma pessoa..a quem eu sai prometendo voltar com um simples óculos de sol..
Minha sobrinha..eu voltei pra casa imaginando que cara ela faria quando eu falasse que não
tinha conseguido comprar seus óuclos..que ela pediu pra mim há algum tempo atrás. Quando cheguei
em casa..e sentei no sofá..exausto e chateado, minha sobrinha veio correndo em minha direção..eu
imaginei "é agora que eu vou ter que dar aquela noticia chata.." E ela simplesmente deitou-se no meu
colo..disse "oi tio.." e ali ficou por uns 30..40 segundos.. Eu me segurei até explicar tudo que tinha
acontecido para minha mãe..e quando fui tomar banho, contrariei as frases de Roberto Frejat na
música que ele diz que "Homem não chora nem por dor, nem por amor.."

(OBRIGADO SOBRINHA)

Amanhã, eu vou novamente tentar vencer minhas tristezas e voltar vitorioso da minha batalha..

E eu prometo voltar de cabeça erguida...com ou sem a vitória!!!

Abraços

8 de mar de 2010

Women are strong!!!

Antes de mais nada, parabéns a todas as mulheres do Brasil e do mundo.
Ter um dia em que todos os olhares e assuntos são relacionados ao sexo
feminino, deve ser um privilégio! Mas, temos que lembrar também que esse
dia não é como o ano novo ou carnaval, que serve apenas para comemorar.
Devemos lembrar que antes de tudo, esse dia significa um símbolo muito
forte na luta pelos direitos iguais entre homens e mulheres no mundo! Todos
nós conhecemos a história das operárias de uma fábrica em Nova York, que morreram
incendiadas dentro da fábrica onde trabalhavam, por organizarem uma greve em
reinvidicação por melhores condições de trabalho (que envolvia igualdade
salarial com o homem, redução de carga horária e tratamento digno no ambiente
de trabalho). Essa ação, que aconteceu no dia 8 de março de 1857, no século XIX, só
foi transformada num marco no ano de 1910, quando numa conferência na 

Dinamarca, ficou decidido que o dia 8 de março passaria a ser o "dia internacional da mulher", em memória as mulheres que morreram na fábrica. E 65 anos depois, a data foi oficializada pela ONU.
 
Ao redor do mundo, muitas nações, ao invés de comemorar esse dia com festas e outras coisa que acredito serem desnecessárias, realizam debates, conferências e reuniões para discutir a importância da mulher na sociedade atual. O objetivo é para tentar diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher, que todos nós sabemos que ainda acontecem! Sabemos que muita coisa mudou..mas ainda existem muitas outras coisas para mudar. Tenho que agradecer a minha namorada (e minha mulher) Nathalia, que me levou para uma assistir na faculdade dela o filme "Cidade do silêncio", que retrata bem um dos principais problemas que as mulheres ainda passam, a violência sexual. Quem já assistiu o filme sabe, e quem não assistiu, eu recomendo. O filme tem nos papéis principais Jennifer Lopez e Antonio Banderas..e a brasileira Sonia Braga também participa. 

Claro que todas as mulheres, no dia de hoje, merecem sim serem parabenizadas. Mas, ao invés de festas e comemorações, exaltar mulheres que fazem a diferença a cada ano e principalmente as que lutaram pelas mulheres ao longo dos anos.. Acho o "dia da mulher" comemorado com festas, uma coisa muito hipócrita..mas, o "dia internacional da mulher"que pode até ter festas, mas com paletras, reuniões e coisas que não saiam muito do histórico do dia, ai sim eu acho muito importante e merecedor de todos os olhares e congratulações.

Um viva as mulheres que fizeram e fazem a diferença na nossa sociedade!!
Um viva as mulheres por tudo esse mundo !!

Vou encerrar esse post com um texto de Arnaldo Jabour(o cara)!



O Mundo sem Mulheres
(ARNALDO JABOUR)


O cara faz um esforço desgraçado para ficar rico pra quê?
O sujeito quer ficar famoso pra quê?
O indivíduo malha, faz exercícios pra quê?
A verdade é que é a mulher o objetivo do homem.
Tudo que eu quis dizer é que o homem vive em função da mulher.
Vivem e pensam em mulher o dia inteiro, a vida inteira.
Se a mulher não existisse, o mundo não teria ido pra frente.
Homem algum iria fazer alguma coisa na vida para impressionar outro homem, para conquistar sujeito igual a ele, de bigode e tudo.
Um mundo só de homens seria o grande erro da criação.
Já dizia a velha frase que 'atrás de todo homem bem-sucedido existe uma grande mulher'.
O dito está envelhecido. Hoje eu diria que 'na frente de todo homem bem-sucedido existe uma grande mulher'.
É você, mulher, quem impulsiona o mundo.
É você quem tem o poder, e não o homem.
É você quem decide a compra do apartamento, a cor do carro, o filme a ser visto, o local das férias.
Bendita a hora em que você saiu da cozinha e, bem-sucedida, ficou na frente de todos os homens.
E, se você que está lendo isto aqui for um homem, tente imaginar a sua vida sem nenhuma mulher.
Aí na sua casa, onde você trabalha, na rua. Só homens.
Já pensou?
Um casamento sem noiva?
Um mundo sem sogras?
Enfim, um mundo sem metas.

ALGUNS MOTIVOS PELOS QUAIS OS HOMENS GOSTAM TANTO DE MULHERES: 
1- O cheirinho delas é sempre gostoso, mesmo que seja só xampu.
2- O jeitinho que elas têm de sempre encontrar o lugarzinho certo em nosso ombro, nosso peito. 
3- A facilidade com a qual cabem em nossos braços. 
4- O jeito que tem de nos beijar e, de repente, fazer o mundo ficar perfeito.
5- Como são encantadoras quando comem. 

6- Elas levam horas para se vestir, mas no final vale a pena. 
7- Porque estão sempre quentinhas, mesmo que esteja fazendo trinta graus abaixo de zero lá fora. 
8- Como sempre ficam bonitas, mesmo de jeans com camiseta e rabo-de-cavalo. 
9- Aquele jeitinho sutil de pedir um elogio. 
10- O modo que tem de sempre encontrar a nossa mão. 
11- O brilho nos olhos quando sorriem. 
12- O jeito que tem de dizer 'Não vamos brigar mais, não..' 
13- A ternura com que nos beijam quando lhes fazemos uma delicadeza. 
14- O modo de nos beijarem quando dizemos 'eu te amo'. 
15- Pensando bem, só o modo de nos beijarem já basta. 
16- O modo que têm de se atirar em nossos braços quando choram. 
17- O fato de nos darem um tapa achando que vai doer. 
18- O jeitinho de dizerem 'estou com saudades'. 
19- As saudades que sentimos delas. 
20- A maneira que suas lágrimas tem de nos fazer querer mudar o mundo para que mais nada lhes cause dor. 
 21- HOMENS PARINDO....IMAGINEMMMMMMMMMM



Abraços!!!!!!!!

3 de mar de 2010

As coisas que ela escreve...mas não manda!!

Ela queria ouvir uma música no seu velho violão...
Qualquer canção que ela só lembrasse do refrão..
De preferência..uma que falasse de sexo, amor e paixão.
Tenho certeza que ela ficaria lá...jogada no colchão
Esperando o momento raro de inspiração..
Para escrever tudo aquilo que transborda de seu coração.

Ela gosta de rimar..principalmente palavras terminadas em "ão".
Hoje, ela teve a idéia de escrever sobre a solidão.
Pensou em começar mandando logo um palavrão.
Mas, começou com um "aaaaaaaaah"..como um grito preso em seu pulmão.
Desenvolver uma história inventada? Uma mentira? Não, uma ficção!
Falou de muitas pessoas..sem citar nomes..poderia ser qualquer José ou João.


Mas, não sabia como terminar...ficou aquela velha indecisão.
Continuar ou parar..eis a questão.
Precisava espairecer..então caminhou até o seu porão..
Remexendo e revirando..encontrou uma nova inspiração..
Achou uma foto antiga..do antigo dono do seu coração..
Voltou para a sala tão rápido que parecia um raio, um trovão..


Mas, desistiu de continuar..preferiu ficar apenas na recordação!
E a mesma, hoje em dia, lhe serve como uma boa lição..
De ouvir seus pensamentos e principalmente..a voz do seu coração..
Amanhã, ela começará uma nova história..falando de um assunto sem noção!
Mas, ela ainda está a procura de uma solução...
Que não seja grande..que caiba apenas no peito..ou na palma da mão.
Para que ela possar contar para todos nós..mas só..no próximo verão!

2 de mar de 2010

Revirando o baú do blog!

Últimos passos
Quero conhecer o mundo inteiro
A fundo e afim de saber
O que passa no coração de Patrícia.
Malícias? As mais doces carícias?
Talvez não passe nada.
Seu olhos percorrem o corredor
Vazio e frio
Ela corre sem sair do lugar
Nada passa pela cabeça dela
Nem as memórias.
Oh intermináveis dias cruéis
Patrícia sofre com a dor
Não tem mais vida, não tem mais cor
Não tem mais flor, nem mais nada.
Me arriscaria em descrever Patrícia
mas de hoje não passará
E assim ela passou a semana.
Seus passos inseguros tinham direção
O corredor agora está no fim
Ela não corre mais, apenas segue
Segurando no corrimão.
Patrícia chora
Seus pais estavam cada vez mais perto
Perturbando suas noites em claro
E ela chora
Agora eles são apenas lembraças.
Talvez se Patrícia pudesse dizer o que sente
Se sentira melhor ou morreria semana que vem
Mas ninguém ouve os gritos de Patrícia
Nem ela grita. Nem ela ouve.
Que tal a última dose?
E doze horas depois a dor ficaria para trás
Ela tem medo. Ela ainda tem algo a sentir
Mas logo agora? Tão perto do fim
Patrícia não sabe onde começa a dor.
Ela simplesmente vai
Nos últimos passos
Como uma dança, sem seu par.
O filme de sua vida passa na frente dela
Um curta-metragem, pois nada vivera
Ela não passou por nada
Nada mais passa por ela.
Oh intermináveis minutos cruéis
Ela já não aguenta mais lutar
E não se dá por vencida
Mas perdeu a chance de viver
E reviver cada momento de sua vida
Que não existia mais.
Para que então reviver?
Deixe que vá, que a onda leve.
Oh intermináveis segundos cruéis
Ela ainda respira com dificuldade
E alimenta seu pulmão cansado.
Ainda produz saliva para remediar
A garganta seca e fraca.
Ela ainda pisca lentamente
Querendo perder seus últimos flashes de vida
Então fecha os olhos.
Apenas seu coração funciona
Ele se esforça para bater e levar esperança
Mas para Patrícia, a Patrícia morreu
Assim como a esperança de seu coração.
Então lentamente ele vai parando
E rende-se ao desejo dela.
Patrícia agora é um anjo?
Ou apenas um corpo jogado?
Não sabemos
Só queriamos saber
Se Patrícia está bem
E nada mais.



PS.: A personagem "patricia" assim como a narração é fictícia!




Embora o que eu escrevi possa perder o sentido, a métrica ou a rima em alguns momentos, eu gostei muito de ter conseguido achar um fim para as palavras que não paravam de girar, como um carrossel em minha cabeça. Agradeço a todos que comentaram no meu blog anterior, do qual esqueci o nome (sério mesmo)...Eu cheguei a postar esse mesmo texto no Ideia Incomum, mas, não tinha muitos leitores...levando em consideração que hoje em dia eu continuo com poucos leitores, resolvi "repostar" esse texto, porque preciso resgatar um pouco a minha maneira de escrever textos..como antigamente!!!

Abraços