30 de ago de 2011

I have a dream....

Engraçado como me identifico de uma tal maneira com determinadas músicas em determinadas situações que acontecem na minha vida. Posso dizer que as soundtracks desse momento que acabei de descobrir (sinceramente,  foi há menos de 10 minutos atrás) é "Tendo a Lua" dos Os Paralamas do Sucesso e "Último Romance" dos Los Hermanos. Não é todo o desenrolar das músicas que explica minha situação, mas, faço questão de escutá-las para escutar aquela parte que "diz tudo" que eu quero e preciso ouvir:


"Eu hoje joguei tanta coisa fora
Eu vi o meu passado passar por mim
Cartas e fotografias gente que foi embora
A casa fica bem melhor assim.

Eu hoje joguei tanta coisa fora
E lendo os teus bilhetes, eu lembro do que eu fiz
Cartas e fotografias gente que foi embora
A casa fica bem melhor assim..."

e....

"Ah vai, me diz o que é o sossego
Que eu te mostro alguém afim de te acompanhar
E se o tempo for te levar
Eu sigo essa hora e pego carona pra te acompanhar.."

Então, essas músicas tocam 4, 5...10 vezes no meu celular cada uma delas...E eu não estou exagerando. Talvez ouça até mais que isso. Mas, são músicas que eu fiz assimilação com a situação que estava imaginando na cabeça e que há poucos minutos atrás confirmei. Grandes expectativas geram grandes decepções...E quanto mais alto, maior a queda! Já diziam esses velhos ditados, tão novos para essa situação! Agora eu quero mais é que os bons ventos batam nas minhas asas imaginárias e me levem pra longe dos meus castelos de sonhos de areia construídos na beira da praia, engolido pela maré cheia de emoção, tesão e curtição...Não joguei a toalha, mas, não nadarei contra a correnteza com a sensação que morrerei na praia. Não há mal que dure para sempre...Eu vou esperar a onda passar e ver em qual das verdades eu devo acreditar, em que sonhos eu posso me agarrar e me jogar de cabeça. Faz tempo que essas palavras estão para sair, mas, eu pedia tempo para mim mesmo, acreditando que palavras não eram apenas palavras, mas sim, compromisso, tatuagens na alma de um sonhador..E é por ter certeza que a incerteza é minha companheira essa noite, que mergulho todo esse sentimento em xícaras de café que até 30 minutos atrás, somados com mais de 22 anos de vida, nunca havia bebido TANTO! Mas, aparentemente depressivo, eu me sinto da forma contrária. Tá, mentira eu falar que estou feliz, mas, não estou mal como imaginei que um dia ficaria caso esse dia chegasse. Sou grato aos momentos de felicidade, intimidade e sinceridade. Sou grato  as madrugadas, as risadas e confissões...

Mas, feliz eu seria se tudo que eu visse fosse um pesadelo. Pode não ser nada, mas, aquele "ciuminho bobo" que julgamos necessário ter para com uma pessoa, eu tenho em grande quantidade, separado em pequenos frascos que distribuo como amostra grátis do meu amor..E como toda amostra grátis, as pessoas só se interessam porque são GRÁTIS e não pelo real significado...

Cansei..AMANHÃ É O PRIMEIRO DIA DO RESTO DOS MEUS DIAS!!!


21 de ago de 2011

E essa febre que não passa....

Em meio aos devaneios dessa noite, a febre me fez escutar músicas que não tocavam, ouvir pessoas que nem ali estavam. Mas, consegui entender que devaneios, delírios e alucinações não são privilégios apenas dos doentes. Vi que a imaginava coisas quase surreais sem sair dos 36.5°c de temperatura. E quando se "viaja" com mais de 38°c, 39°c.. você dificilmente lembrará do que te fez ir tão longe sem ao menos sair da cama. Essa noite, conscientemente eu delirei imaginando que uma pessoa estava ao meu lado, cuidando de mim, fazendo cair por terra os 1533 km que nos separam. E em como toda miragem, parecia tão real. Acredito que declamei seu nome várias vezes e cada vez mais alto. Mas, a medida que o antitérmico fazia efeito e a febre ia abaixando, sua imagem ficava cada vez mais transparente. E então não era mais tangível como antes, foi perdendo a cor e a nitidez. Até que finalmente fechei meus olhos e dormi... Algumas horas depois de um sono muito mal dormido, comecei a escutar músicas altas demais para meus ouvidos que já são devidamente treinados para escutar muito rock n' roll no máximo. A única coisa estranha é que não tinha música alguma tocando.. Mas, eu escutei tocar "A Via Láctea" da Legião Urbana, Fuck me Pumps e Valerie de Amy Winehouse. Três músicas que adoro e que escuto quase que diariamente. Mas, porque eram tão perturbadoras naquele momento? Bom, agora parece realmente que fica muito difícil entender os pensamentos de um febril. E quando o clínico geral que me atendeu pediu para descrever exatamente tudo que aconteceu desde sexta(período em que a minha sinusite começou) até o momento do atendimento, pensei seriamente em descrever esse texto, ele estava exatamente assim na minha cabeça. Mas, eu acho que sairia do clínico geral diretamente para a ala de psiquiatria... Resumi apenas dizendo que sentia dores no corpo, no nariz e dores de cabeça constante..


Bem, eu sei que é um texto podre..Mas, esse final de semana passado foi foda. E eu precisava colocar pra fora toda essa loucura.. 

7 de jun de 2011

Love and Peace...BICHO!!!

Ultimamente, minha maior companheira tem sido a minha memória. E hoje, assim que cheguei do trabalho resolvi trocar uma idéia com ela. Sim, no meu quarto, portas fechadas, som apenas do cooler da fonte do meu computador e das folhas que iam de encontro ao vidro da janela do meu quarto com o vento forte e frio. E nessa conversa, lembrei que a mais ou menos três anos, eu estava no centro comercial do meu bairro, fazendo hora para esperar uma pessoa e acabei me deparando com um casal hippie, fabricando e vendendo suas artes coloridas, geniaaaais... De forma acanhada me aproximei e logo a mulher, cujo o nome me falta agora, pediu que eu me aproximasse um pouco mais para ver as coisas, sem compromisso nenhum. Cheguei mais perto e logo ela quis saber meu nome. Me apresentei e .. que merda, esqueci mesmo o nome do casal, mas, não eram nomes convencionais. Eram "codinomes" sabe?? Mas, enfim... Agora devidamente apresentados, o homem reparou na minha camisa do Nirvana e fez o seguinte comentário: "Bicho, Nirvana é muito louco, mas, você já escutou Black Sabbath?? The Doors?? Frank Zappa??" POOOOORRRAAAA..foi a deixa para eu me sentar no chão ao lado daquele casal e ficar conversando sobre o rock dos anos 60 e 70.. Eles começaram a viajar pelo tempo, contando algumas pequenas histórias que passaram naquela época...e ao mesmo tempo, suas mãos habilidosas não paravam de criar pulseiras, tornozeleiras e brincos psicodélicos. O cara abriu uma bolsa e me mostrou uma aranha caranguejeira feita de arame..MUITO FODA..eu queria ter 10 reais naquela hora pra comprar..mas, nem tinha.. Eles me pediram para eu dar uma olhada mesmo no trabalho..e dar qualquer preço para qualquer peça ali.. Mas, não achei justo colocar preço no trabalho deles.. Peguei 3 reais que tinha na carteira e comprei um par de brincos que eram para a pessoa que esperava, mas, a mesma sempre me disse que "odiava coisas coloridas demais" então eu presentiei uma outra pessoa. Por agradecimento a minha atenção, fui presenteado com uma pulseira de couro trançada na cor preta.. Fiquei sem graça, mas, achei a pulseira tão foda que aceitei. E enquanto colocava em meu pulso, a mulher disse:
"- Essa pulseira deverá sair de seu pulso apenas para o pulso da sua felicidade..."

E essa pulseira saiu do meu pulso sete dias depois. Guardei para o "pulso da minha felicidade" que, na época apareceu meses depois..e ficou no pulso de uma pessoa por muito tempo. Infelizmente, após o término do relacionamento, eu não fiz questão que entregasse. Se está guardada, no lixo, no pulso de outra pessoa.. eu não sei..mas, sinto falta dessa pulseira. Ela é o símbolo de uma das minhas poucas, porém, honrosas virtudes: A DE ESCUTAR..principalmente aos que tem coisas importantes para dizer!!

Sei que essa história pode estar muito mal contada..é que os detalhes das conversas e coisas mais não tem como descrever linha por linha..mas, um dia a quem interessar, conto TUDO!
Sei que também isso que contei pouco importa. Não mudará nada na vida de ninguém.. Mas eu também não achei que nesse dia, parar para conversar com dois "hippongas" que as pessoas olhavam apenas para as artes e esqueciam de desejar um "boa noite", antes de perguntar o preço do objeto, também não me acrescentaria em nada..e veja só eu contando esse fato para vocês com MAIOR ORGULHO de ser uma pessoa que daquele dia em diante, vem aprendendo gradativamente a respeitar todas as pessoas como elas são!

Meu próximo post será sobre o dia dos namorados... data essa tão importante quanto o sete de setembro, vinte e dois de abril, dezenove de novembro... enfim.. rsrsrsrs

Abraços!!

25 de abr de 2011

Questionamentos de um incomum sujeito qualquer....

As vezes parece que só eu cometo erros grotescos. Será que só eu
procuro dar sentido a coisas que supostamente não tem sentido e geralmente
acontece nas horas em que eu não estou entendendo absolutamente nada?
Será que só eu pensei em dizer uma verdade que sabia que iria machucar
uma pessoa que amo e mesmo assim falei, achando que a pessoa iria entender
e acabei me fudendo e a pessoa ainda parou de falar comigo?

Será que só eu depositei expectativas em uma coisa praticamente certa
e que por falta de interesse da pessoa mais importante, deu tudo errado 
e eu fiquei puto e acabei chorando de raiva, e não de fraqueza?
Será que só eu coloquei músicas antigas que me levavam a pessoas que já passaram
pela minha vida e deixaram marcas negativas e que no refrão que dizia quase
a mesma história que passei, gritei como se quisesse dizer: "- Agora eu tô bem, porra!"?

Será que só eu me meti em um relacionamento de amigos e acabava contando pra um 
o que o outro fazia e falava, achando que estava fazendo a coisa mais certa desse mundo
e acabei mudando a ordem natural das coisas por me achar o "cupido da vez"?
Será que só eu tive o prazer de conhecer pessoas maravilhosas, amigos incríveis e
perdi todos porque acreditava que apenas UMA PESSOA bastava para minha felicidade 
ser completa e que agora peno pra reconquistar a confiança de muita gente que não confia mais em mim?

Será que só eu fui contra familiares que diziam: "Sai dessa, ela não é pra você.."
e briguei dizendo que ia provar que estavam todos enganados e chegou um certo dia que
abaixei a cabeça e conclui: "Porque não escutei eles..."?
Será que só eu alterno de humor como quem troca de roupa em certos dias em que
tudo parece um grande desafio de paciência e, acaba descobrindo que tudo é realmente
um grande desafio sim.. mas para a minha FALTA de paciência?

Será que só eu me sinto triste e não coloco no meu status do MSN?
Será que só eu tiro fotos que não vão elevar minha popularidade no orkut?
Será que só eu teimo em dizer que não tenho os mesmo defeitos que você?
Será que só eu me questiono sempre que sinto a vida parada demais?
Será que só eu escrevo textos para dar indiretas?
Será que só eu...?
Será que só...?
Será que...?
Será..?

15 de jan de 2011

Palavras de um grande irmão

Olá galera, blz? Espero que sim. Infelizmente, o momento não é dos melhores (vide a tragédia que atingiu a região serrana do Rio de Janeiro e os estados de São Paulo e Minas Gerais) mas, precisamos superar essa perda com muita ação e solidariedade do povo brasileiro. Sabemos que, quando unidos, somos um povo com o braço forte e principalmente que nunca foge à luta. Enfim...


Mudando de assunto, hoje eu gostaria de apresentar uma poesia de um irmão, grande amigo, cumplice e porque não agora parceiro de blog. Estou falando de Anthony Galderisi, simplesmente Thony pra mim! O cara manda muito nas palavras quando o assunto é AMOR. E quem não gosta de falar disso? Mas, tem que saber falar e eu acredito que ele é uma das pessoas que sabem falar, de forma rimada e sensata, desse sentimento tão sublime, tão... tão! 


Pois bem, sem mais delongas...aí vai



"O Amor"


O Amor é uma flor,
Que nasce no peito do traidor.
Aquele que nunca pensou que ia amar,
Anthony Galderisi - O Thoney
Agora sofre por uma pessoa,
Que com ele não quer ficar.
O Amor é um sentimento Inigualável,
Sem explicação,
Que acontece com a gente,
E não perdoa nem o coração.
Abalados com isso,
Tentamos esquecer,
Mas se o sentimento for verdadeiro,
É difícil conter.
Dentro do peito fica aquela angústia,
Aquela aflição,
E a cada minuto que se passa,
Sofre mais o coração.
Amar é uma dádiva,
Uma força divina,
Uma qualidade,
Que não se resume a nenhuma idade.
O amor não tem preço,
O amor não tem comparação,
O amor é um sentimento dado aos homens de bom coração.
Não é fácil de ter,
Não é fácil de receber,
Não é fácil conquistar,
Não é fácil de se compreender.
Traz paz,
Felicidade e dor,
Tão lindo e complicado,
Prazer eu sou o amor.

(Anthony Galderisi - O Thony)

    ===================   xxxxxxxxxxxxxx    ======================

Bom galera, vou me despedindo e espero que assim como eu, vcs gostem das poesias do Thony, pois ele agora será figurinha fácil aqui no Idéia INcomum. Desde já, agradeço à ele por aceitar a idéia de publicar seus versos e prosas para um pequeno, porém fiel grupo de leitores do Idéia.

Abraços!