2 de nov de 2009

Quem muito abaixa....

Fiquei muito indignado com o que aconteceu com a estudante de turismo Geyse Arruda. Não acreditei no modo como essa garota foi tratada. Talvez a roupa que ela usasse realmente não era tão "comportada" assim. Claro, todas as pessoas tem o direito de usar a roupa que quiser, mas, ali era um lugar de estudo. Ela disse em algum lugar que, depois iria à uma festa. Ok, mas, esse não é o caso. Minha indignação mesmo foi ver o ato dos "estudantes" à essa estudante, agredindo-a verbalmente, fazendo com que ela passasse por uma humilhação pública. Não sei quanto a vocês, mas eu acho que esses '"futuros profissionais" que não sabem lidar com diferenças, certamente não serão profissionais de fato. Encerro este post com uma explicação clara e objetiva do educador Mário Sérgio Cortella.

"..Numa escola, onde a lógica é você poder debater, trazer a reflexão, aceitar aquilo que não é idêntico para poder crescer e criar, isso implica numa intolerância num lugar que chama universidade, onde se acolhe tudo o que é diverso.."



  
Abraços...

2 comentários:

' Vαnessα Limα disse...

muitas das vezes, quem está ali não é porque quer crescer... seja intelectualmente ou profissionalmente, querem mais é saber das festas da faculdade, dos trotes, das bebedeiras e afins. Cansei de ouvir: "Quando eu entrar pra faculdade vou colocar pra f**", infelizmente é assim que a sociedade cria os jovens de hoje, com ideais totalmente contraditórios, é uma pena que isso aconteça com muita frequencia hoje em dia, mas eu sei que EU vou fazer a diferença :D

Thaís Amaral disse...

Penso que não preciso mais dizer nada, vou concorda plenamente com a Vanessa. Porque EU tmb farei a diferença! ;D


- Texto mais uma vez, BÃO demais! *-*