3 de ago de 2010

O que eu também não entendo...

Bem, estou voltando a escrever no meu blog. Não com a inspiração de antes, mas, eu tenho certeza que vou falar coisas coerentes ou que pelo menos faça você, leitor do meu blog, refletir sobre algumas coisas. Hoje pela manhã, eu estava assistindo um video de uma artista talentosa por natureza, que é bem verdade que buscou a auto destruição, mas, que foi DESCARTADA do cenário musical como se fosse um copo descartável. Estou falando de Amy Winehouse... Sim, lembra que há um..dois anos atrás, ela era o que muitos gostariam de ser?? Ela era imitada nas atitudes, nas roupas e tudo mais? Pois é, quem fala hoje de Amy Winehouse??
Pois eu digo, a mídia que jogou essa inglesa para o topo das paradas mundiais, empurrou ela lá de cima direto para o chão! Com a chegada de Katy Perry, Lady Gaga e cia, ou seja, pessoas mais impactantes e que vendem os escândalos que pessoas gostam de ler tomaram seu lugar sem ao menos falar "com licença".

Falo desse assunto porque vejo que hoje em dia, seres humanos tem se transformado em "seres descartáveis". Eu citei o exmeplo de gente famosa, mas, é das pessoas anônimas que me refiro. Essas pessoas que tem medo de serem descartadas da sociedade e fazem de um tudo...eu disse DE UM TUDO para se manter "socialmente aceito". Vejo hoje esse pré adolescentes em busca de sua identidade, tendo como base MALHAÇÃO ID, HIGH SCHOOL MUSICAL, CREPÚSCULO e por ai vai, não vou dizer que sinto pena, mas sim, agradecer por ter recebido de meus pais o caminho certo e verdadeiro para conseguir minha identidade e meu espaço nesse mundo. CONDENO a prisão perpétua aqueles com pouca idade que acham que "os pais sempre estão errados e só quem entende são os amigos". Quem te ensinou a andar, comer e falar, com certeza tem muito mais coisa para ensinar. Mesmo que seja de um jeito que pra você não faz sentido, apenas siga esse caminho e tenha certeza que lá na frente, quando estiver com 25 ou 30 anos, você vai entender tuuuuuuuuuuuudo!!!
mas, voltando ao assunto, vejo que a juventude não quer mais procurar sua identidade e levar isso a sério, afinal, o que está em jogo é nada mais nada menos que A SUA VIDA. Hoje, eu vejo pessoas "pulando de galho em galho", do estilo emo para o playboy, da patricinha para a emo mais irada do bairro, do brincalhão ao deprimido, do fraco ao bombadão... sem escalas, sem rumo.

Você, que acha legal curtir funk e por um simples estalar dos dedos da "modinha", coloca um chapeu de cowboy e vira fã incondicional de sertanejo universitário, só para ficar na crista da onda, fique ciente que a mesma sociedade que te aceita, te joga para baixo na próxima estação.

Parece muito que eu estou dizendo para as pessoas não serem quem elas realmente são, ou não amar quem quiser...Mas, é o contrário, amem quem vcs quiserem, sejam realmente quem vocês são. Não sejam alguém para serem aceitos, mas sim, seja alguém que te faz bem e que certamente isso vai contagiar todos ao seu redor. Sinto que tem gente que escuta música sem ouvir direito. Seria isso possível?? Sim, eu digo que sim. É só pegar o exemplo da música da Pitty: "O importante é ser você, mesmo que seja estanho, seja você, mesmo que seja bizarro, bizarro, bizarro.. mesmo que seja estranho, seja você, mesmo que seja..." Não importa se vc gosta de azul, vemelho, roxo, preto, laranja , de todas as cores ou de cor nenhuma, diga para que você veio ao mundo e ponto!!!

Vejo muita gente falando e nada fazendo, vejo gente promentendo e não cumprindo, vejo gente voltando e outras indo tão cedo. Algumas deixam saudades, outras deixam vontades..nada disso seria possível se elas não tivessem CAPACIDADE!!! Capacidade de mostrar que realmente são... de saber dizer um SIM e NÃO..de perdoar e pedir perdão..capacidade de viver intensamente..e não viver em vão. Capacidade de não esconder seus desejos atrás de uma religião..Capacidade de dizer: "Eu sou espirita, eu sou ateu, eu sou cristão". Capacidade de ir onde ninguém nunca sonhou estar, capacidade de ser apenas UM e estar em qualquer lugar. Capacidade de ser um rockeiro drogado, um vilão mascarado, um zé qualquer maltrapilho e maltratado, mas, ser honrado e não mudar sempre de lado. Capacidade de ter uma identidade, de ser de verdade e mostrar que a sua vontade é a que vale para a sociedade.

Caramba, não sei porque rimei tanto mas....

Esse foi o post de numero 99 do meu blog...e eu pretendo fazer uma coisa especial para a postagem de número 100. Já tenho uma idéia e agora vou procurar as pessoas fundamentais para que esse meu plano saia do jeito que planejei..

Gostei da minha volta e só pra reforçar... SEJA QUEM VOCÊ QUISER..MAS, NÃO MUDE PARA SER ACEITO...

SE GOSTAM DE VOCÊ DO JEITO QUE É... ISSO É PERFEITO...SE NÃO GOSTOU...OH...





2 comentários:

Marja Abreu disse...

Adorei o texto, Thiago! Muito bom...realmente é incrível essa mudança de "estilos" e essa necessidade de ser O DIFERENTE, esquecendo que já somos diferentes por natureza. Não é nem a questão da mudança em si, mas a necessidade de ser igual a um determinado grupo, porquê sabe que está "na moda". E falando em Amy Winehouse...EU AMO, início do ano que vem ela tá no Brasil e eu estarei lá! =P

Thamires disse...

Boa thaigo .... infelizmente a sociedade e modinha são tão imposta que isso não é só na adolescência mas sim desde criança, se voce não está no ritmo, voce é excluido e passado por cima ... então tem que ter uma boa cabeça e familia pra conseguir se impor uma sociedade alienada